::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

domingo, 28 de março de 2010

A Páscoa está chegando...

Tenho falado aqui sobre a importância de se prestar atenção ao alimento e ao ato de se alimentar.

A Páscoa está chegando e, como tudo na vida, pode ser uma boa oportunidade pra praticar a atenção plena (ou meditação) comendo chocolate.

O exercício a seguir é chamado de Meditação do Chocolate, mas pode ser reproduzido em qualquer refeição, com o alimento que escolher. Bastante simples, pode ser executado diariamente.

Segure um pouco de chocolate em pedaços, gotas de chocolates, bolinhas de chocolate ou uvas-passas cobertas com chocolate;



Sente-se num lugar confortável e silencioso, onde possa permanecer sentado por alguns minutos;

Desembrulhe o chocolate. Observe a sua forma, a cor, o brilho;

Toque-o com a ponta dos dedos e perceba sua consistência;

Coloque o chocolate sobre a palma da mão. Sinta o peso que ele tem. Recite a si mesmo os adjetivos que lhe aparecem na mente para defini-lo;

Aproxime o chocolate do nariz e inspire profundamente, por duas ou três vezes. Siga o aroma conforme ele percorre o seu nariz. Expire profundamente por alguns momentos;

Leve o chocolate para perto dos lábios. Passe-o pela boca, pelos lábios. Que sensação ele provoca em você? Perceba que o seu corpo se prepara para comê-lo. Sua boca começa a salivar. Esteja presente nessa sensação;

Coloque o chocolate sobre a língua. Sinta a reação do seu corpo. Leve o chocolate até o céu da boca;

Que pensamentos aparecem na sua mente? Com quais palavras você descreve esse chocolate? Suave? Sensual? Saboroso?

Que emoções vêm à tona? Algumas delas são negativas? Algumas são positivas? Culpa? Prazer? Não tente reprimir as sensações. Esteja presente nelas sem julgá-las.;

Foque toda a sua atenção na textura e no sabor do chocolate. Escute o som da mastigação;

Sinta o chocolate derretendo e indo em direção à garganta. Imagine-o no estômago;

Nesse momento, esse alimento está irremediável e irreversivelmente incorporado a você. Você acabou de vivenciar uma experiência de meditação comendo um pedaço de chocolate.

Os minutos dispensados a essa prática meditativa serão bastante reveladores – principalmente se você é daqueles comedores compulsivos que colocam na boca um monte de chocolate e engole sem nem sentir o sabor. É uma maneira de focar a atenção no que você está fazendo e nas sensações despertadas pelo alimento.



Trecho do livro MEDICINA INTEGRATIVA – a cura pelo equilíbrio do Dr. Paulo de Tarso Lima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog